Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Woman in Politics

Millennials are changing the future of politics

Millennials are changing the future of politics

A Woman in Politics

05
Out18

PSD, o castelo de cartas

A comoção interna do PSD deixou há muito de ser divertida para se antever trágica.

Já não bastava a saída de Pedro Santana Lopes para criar um novo partido à direita, e a dissidência de alguns militantes laranja (menos conhecidos, reconheço), como também já temos o "Manifesto X" de Pedro Duarte, o "Movimento Chega" de André Ventura, e agora o Semanário Expresso noticia que Miguel Morgado quer lançar um movimento alternativo a Rui Rio.

No meio disto tudo, Luís Montenegro, que vem sendo apontado como o rosto para substituir Rio, diz que não quer avançar antes das eleições. Trocando por miúdos, quer chegar-se à frente depois da derrota eleitoral do PSD...Não é dificil perceber porquê...

Contudo, com o passar do tempo, Montenegro vê as suas hipóteses reduzirem-se (deixa de ser “útil”) e o regresso de Passos Coelho torna-se cada vez mais uma possibilidade para essa “linha de pensamento” do PSD.

Tic tac

 

 

03
Out18

Leituras...

E eis que vou estrear a rubrica: leituras da semana, leituras imperdíveis, quentes, ou o que entenderem...

Nuno Garoupa, um académico tuga a lecionar nos Estados Unidos, vai lançar um livro intitulado de “A Direita Portuguesa”. Como seguidora dos comentários “mordazes” de Garoupa, que têm visado particularmente a direita, antevejo que este livro não vá cair bem a muita gente (e é também por isso que recomendo ;) ).

By the way, não sei se sabem mas Nuno Garoupa será também o responsável pela pasta da Justiça no Manifesto X, lançado por Pedro Duarte (a quem eu chamo de autoproclamado Emmanuel Macron).

Uiui, já estão a ver as coisas, né?

03
Out18

Praxes, praxes, praxes...

Todos os anos (TODOS!) se fala em casos de excessos e de violência praticados nas praxes. E, todos os anos, é o deixa andar...

Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior em entrevista ao Expresso, rejeita uma lei para regular as praxes, adiantando que o problema deve ser resolvido “através do exemplo” e com a criação de “atividades alternativas”, porque tem tudo a ver com questões culturais.

Obrigada Manuel Heitor, nota-se que agora é que vai ser!

03
Out18

Ronaldo, a queda de um anjo?

Não é política, mas é o tema do momento. Uma mulher (Kathryn Mayorga) acusa Ronaldo de a ter violado nos Estados Unidos. 

Apesar do estrondo com que caiu, esta notícia não é nova e tem sido recorrente em alguma imprensa internacional (Der Spiegel), particularmente após a fuga de informação no Football Leaks. No entanto, em Portugal tudo que afete Ronaldo e a sua reputação é visto com alguma desconfiança e até repúdio (mesmo pela própria imprensa).

Antes de avançar mais, faço uma declaração de interesses para que a minha opinião não seja deturpada por acusações de “clubites”. Não é porque realmente me importe, mas apetece-me... Para mim, Cristiano Ronaldo não é apenas um dos maiores futebolistas de sempre como também um dos maiores atletas da História. Estamos entendidos?

Contudo, os argumentos que têm sido utilizados para defender a sua “boa reputação”, são simplesmente ridículos: “Ronaldo tem quem quer, não precisa de violar”; “ela foi ao quarto fazer o quê”; “porque é que ela aceitou o acordo?”, “ela só quer o dinheiro dele”, etc., etc., etc...

Emoções à parte, foquemos no ponto central. Mas alguém acredita que um inocente (mesmo que rico) paga cerca de 350 mil euros para calar alguém, quando é “inocente”?

Juízo minha gente.

01
Out18

As aventuras e desventuras do Bloco de Esquerda

A semanas da votação do Orçamento do Estado para 2019, o BE decide fazer mais uma cena de teatro, não fosse Catarina Martins atriz e encenadora no passado.

Numa entrevista ao DN/TSF, a líder do BE diz que não vai aprovar um Orçamento que não cumpra a contagem do tempo de serviço dos professores, medida que já fora prometida para este ano.

Perante tal afirmação só me ocorre duas coisas: 1) o BE já sabe que realmente o Orçamento vai contemplar a medida de contagem do tempo de serviço e quer pôr-se em bicos de pé para ficar com os dividendos mediáticos; 2) o BE está a pôr-se a jeito para levar um pontapé no sítio que sabemos.

Sendo dado aceite que o PS não morre de amores pelo BE, e que prefere um “namoro” com os comunistas, eu quero acreditar na primeira hipótese. Contudo, mesmo nesse caso, ou Louçã tira um coelho da cartola, ou o segundo cenário é inevitável. Será apenas uma questão de tempo. 

Pág. 4/4

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ora temos aqui o Bloco Central de novo a fazer das...

  • cheia

    A pandemia chegou à democracia.Boa tarde

  • cheia

    Uma imagem para a História, num ano adiado.Boa noi...

  • Maria

    Fantástica, a imagem! Vale muito mais que as sempr...

  • A woman in politics

    Boa Páscoa

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D