Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Woman in Politics

Millennials are changing the future of politics

Millennials are changing the future of politics

A Woman in Politics

03
Abr19

O PSD e a carga fiscal

A semana passada saíram umas estatísticas que davam conta que a carga fiscal em Portugal tinha aumentado face aos anos anteriores, embora também se argumentasse que estava abaixo da média da União Europeia. À direita do Partido Socialista apressaram-se a comentar que o clima de austeridade ainda imperava no país e que o défice mais baixo da nossa Democracia só tinha sido alcançado pela asfixia fiscal/cativações (o que não foge muito à verdade). Em algumas declarações declarou-se até que podia ter sido feito mais quanto ao défice, falhou foi revelar como tal se alcançava. A matemática do défice é simples, um menor défice obtém-se por mais impostos ou naturalmente por menos despesa, e ninguém quer atiçar os funcionários públicos a meses de eleições ou dizer que se quer cortar mais ainda na saúde. Pois não?

 

Rui Rio, o líder do maior partido da oposição, disse que caso ganhasse as legislativas se propunha a não aumentar os impostos e que tudo faria para os reduzir de forma gradual. Gostei. Todavia, qual não é o meu espanto quando vejo que o seu porta-voz da área das finanças, Joaquim Miranda Sarmento, apresenta o livro “A Reforma das Finanças Públicas em Portugal” que propõe, por exemplo, que o IVA da restauração passe dos 13% para os 23%, ou cobrar um valor mínimo de 40 euros nas declarações de famílias que não pagam IRS e de 500 euros para as empresas que não pagam IRC. Questionado sobre se se identifica com estas propostas e se vão ser incluídas no programa do PSD, Rui Rio que esteve na apresentação do livro recusou-se a comentar.

 

Se isto não era um aumento da carga fiscal, era o quê?

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D