Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Woman in Politics

Millennials are changing the future of politics

Millennials are changing the future of politics

A Woman in Politics

11
Out18

Ronaldo, cada um acredita no que quer

Há uns dias publiquei um post intitulado de “Ronaldo, a queda de um anjo” em que referia que a assinatura do acordo para silenciar Mayorga era em tudo incriminatório. Mas em Portugal, nem o acordo nem outros factos de domínio público importavam. A defesa ao herói nacional afincou-se, porque jamais um homem como ele poderia violar alguém, uma vez que podia ter quem quisesse. Eu então acrescento, se Ronaldo também tinha dinheiro para pagar ao fisco espanhol, porque fugiu? Ah sim, foram os conselheiros dele que o enganaram. Cabalas e mais cabalas...

Quem estiver minimamente dentro do assunto sabe que a assinatura daquele acordo foi fatal. Não é de todo coincidência que tudo o que saiu nos últimos dias tenha a ver o desmerecimento dessa “prova”. Primeiro argumentava-se que realmente a senhora apresentava sinais de lesões e violação, mas a equipa de Ronaldo aproveitara para dizer que podia ter sido uma terceira pessoa e que Ronaldo assinou porque não queria estragar a carreira na altura. Um pouco rebuscado.

Outra tese, que antevi que fosse dar problemas: tinha sido o Real Madrid que obrigara Ronaldo a assinar o acordo. E o que aconteceu? O Real Madrid desmente e já ameaça com processos de difamação. Quem achava que o Real não ia ripostar é muito inocente, porque ao consentir o acordo, estaria a compactuar com uma violação, algo que um clube daquela dimensão não estaria disposto a estar associado.

Agora já se fala, que o que consta no documento foi deturpado, e que o documento ao ter sido obtido de forma ilegal não pode ser usado como prova.

Admitindo que realmente não pode ser usado como prova, muda algo?

03
Out18

Ronaldo, a queda de um anjo?

Não é política, mas é o tema do momento. Uma mulher (Kathryn Mayorga) acusa Ronaldo de a ter violado nos Estados Unidos. 

Apesar do estrondo com que caiu, esta notícia não é nova e tem sido recorrente em alguma imprensa internacional (Der Spiegel), particularmente após a fuga de informação no Football Leaks. No entanto, em Portugal tudo que afete Ronaldo e a sua reputação é visto com alguma desconfiança e até repúdio (mesmo pela própria imprensa).

Antes de avançar mais, faço uma declaração de interesses para que a minha opinião não seja deturpada por acusações de “clubites”. Não é porque realmente me importe, mas apetece-me... Para mim, Cristiano Ronaldo não é apenas um dos maiores futebolistas de sempre como também um dos maiores atletas da História. Estamos entendidos?

Contudo, os argumentos que têm sido utilizados para defender a sua “boa reputação”, são simplesmente ridículos: “Ronaldo tem quem quer, não precisa de violar”; “ela foi ao quarto fazer o quê”; “porque é que ela aceitou o acordo?”, “ela só quer o dinheiro dele”, etc., etc., etc...

Emoções à parte, foquemos no ponto central. Mas alguém acredita que um inocente (mesmo que rico) paga cerca de 350 mil euros para calar alguém, quando é “inocente”?

Juízo minha gente.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ora temos aqui o Bloco Central de novo a fazer das...

  • cheia

    A pandemia chegou à democracia.Boa tarde

  • cheia

    Uma imagem para a História, num ano adiado.Boa noi...

  • Maria

    Fantástica, a imagem! Vale muito mais que as sempr...

  • A woman in politics

    Boa Páscoa

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D