Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Woman in Politics

Millennials are changing the future of politics

Millennials are changing the future of politics

A Woman in Politics

01
Dez19

Joacine Katar Moreira, um erro de casting?

12
Mai19

"Redes sociais: consultor do PSD em campanha de perfis falsos"

Eis a notícia que marca a política nacional este fim-de-semana: “Redes sociais: consultor do PSD em campanha de perfis falsos. Usam nomes, fotografias e informação falsa no Twitter e no Facebook. Atingem o governo e até Marques Mendes. Só há quatro pessoas reais em contacto com esta rede. Uma é o consultor do PSD, Rodrigo Gonçalves. Rio reage”.

 

Acredito que todos os partidos de forma mais ou menos evidente façam este tipo de manobras (que como é óbvio é errado). Bem sei que tudo não passará de "ruído" de campanha eleitoral, mas convinha que um partido com a dimensão e história do PSD se expusesse menos a este tipo de situações, que em nada abona a seu favor. Depois da “argolada” com os professores, pede-se um pouco mais de contenção e racionalidade para os lados da São Caetano.

 

By the way, quem é que é que já se manifestou? O PS, pois, está claro: “PS espera que MP investigue envolvimento de militantes do PSD em campanhas de perfis falsos”.

 

Toda esta situação era escusada. A nossa Democracia em nada sai beneficiada com estas "tricas".

 

 

24
Abr19

' Sérgio Moro responde a Sócrates: "Não debato com criminosos" '

' O ex-ministro português e arguido no caso Operação Marquês manifestou-se chocado com a vinda de Sérgio Moro a Portugal para apresentar o seu pacote anti-crime, chamando-lhe "ativista disfarçado de juiz". O atual ministro da Justiça brasileira já lhe respondeu.

 

Todos (ou quase) partilhamos a opinião de que José Socrátes está metido até aos cabelos em problemas ou em ilicitudes, embora ainda não tenha sido realmente julgado. No entanto, Sérgio Moro não é um simples comentador de política que pode dizer o que lhe vai na cabeça. Pode ainda não ter incorporado a função, mas é o atual ministro da Justiça do Brasil e, portanto, que se comporte como tal.

 

 

19
Abr19

"PSD. Rui Rio ataca isenção do Expresso. Balsemão ironiza"

"Entre as cerca de 60 notícias que Rio considerou negativas para a sua liderança está uma entrevista de Assunção Cristas, outra a Rui Moreira e até sondagens dando o PS a subir e os sociais-democratas a descer. Direção do jornal mantém confiança na equipa."

 

Vejam aqui a notícia integral do DN e tirem as vossas próprias conclusões...

 

 

10
Mar19

O Comunismo vergou-se ao Capitalismo?

Vem no DN uma notícia muito reveladora sobre o estado do PCP: “PCP no banco dos réus por despedimento: É se funcionário enquanto o partido quiser”.

A notícia dá conta que um ex-funcionário do partido, Miguel Casanova, apresentou queixa por alegadamente ter sido despedido de forma ilegal, e tudo, por ser contra a geringonça...

O caso está a ser analisado no Tribunal do Trabalho de Lisboa e numa das audiências, José Capucho (um dos dirigentes do PCP), alega que “é-se funcionário enquanto o partido quiser”.

Esta frase é uma daquelas pérolas da política..É ver que podia muito bem ter sido utilizada pelas empresas a quem o PCP faz a vida negra alegando a defesa dos direitos dos trabalhadores...

Tiques de quem está demasiado próximo do poder?

Shame on you!

 

 

07
Out18

Orçamento de Estado 2019 - PCP

O Partido Comunista avança com uma proposta para o Orçamento de Estado que visa um adicional ao IMI.

Segundo o Diário de Notícias, esta proposta passa pela criação de um novo escalão de IMI para proprietários com imóveis que excedam os 1.5 milhões de euros, passando a ser aplicada uma taxa que variaria entre os 1.5% e os 6%.

O PCP que aproveite o mote e que avance com o término do regime de isenção de IMI aos partidos políticos, do qual é o principal beneficiário.

Não devia ser “sempre por Portugal”?

 

 

01
Out18

As aventuras e desventuras do Bloco de Esquerda

A semanas da votação do Orçamento do Estado para 2019, o BE decide fazer mais uma cena de teatro, não fosse Catarina Martins atriz e encenadora no passado.

Numa entrevista ao DN/TSF, a líder do BE diz que não vai aprovar um Orçamento que não cumpra a contagem do tempo de serviço dos professores, medida que já fora prometida para este ano.

Perante tal afirmação só me ocorre duas coisas: 1) o BE já sabe que realmente o Orçamento vai contemplar a medida de contagem do tempo de serviço e quer pôr-se em bicos de pé para ficar com os dividendos mediáticos; 2) o BE está a pôr-se a jeito para levar um pontapé no sítio que sabemos.

Sendo dado aceite que o PS não morre de amores pelo BE, e que prefere um “namoro” com os comunistas, eu quero acreditar na primeira hipótese. Contudo, mesmo nesse caso, ou Louçã tira um coelho da cartola, ou o segundo cenário é inevitável. Será apenas uma questão de tempo. 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • cheia

    Uma imagem para a História, num ano adiado.Boa noi...

  • Maria

    Fantástica, a imagem! Vale muito mais que as sempr...

  • A woman in politics

    Boa Páscoa

  • cheia

    A propaganda tenta esconder o que falta.Boa Páscoa

  • cheia

    Bem precisávamos de ter mais estadistas assim. E, ...

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D